Nova track ou novo fake?

Na última quinta-feira fomos surpreendidos com a divulgação de uma possível nova track do Daft Punk intitulada Emphazed. E como todos estamos ansiosos por novidades, a tal track se espalhou e ganhou destaque em diversos sites, alguns comemorando mesmo sem confirmação oficial e outros questionando a veracidade da autoria (no caso dos sites mais sérios). O próprio site responsável pela divulgação da track questiona a veracidade da mesma (http://www.indieshuffle.com/daft-punk-emphazed/)

O que posso dizer?

O Daft Punk Brasil está calejado de divulgar essas notícias; foi necessário criar uma tag especial para esses casos. Em alguns, até podemos lamentar que a tal track seja mesmo fake (raríssimos casos). Muitos acabam gostando dos fakes, como aconteceu com as tracks do tal The Third Twin, o caso de fake que mais me irritou pelo oportunismo. E é nesse ponto que quero chegar.
Por estar calejada, tomo cuidado antes de sair pulando e comemorando quando surge alguma notícia do Daft Punk que não venha de uma fonte confiável, e ainda assim corremos riscos (vide TsugiMag, fake e vergonha mor). Posso fazer uma lista de situações em que a alegria e esperança se tornam decepção e raiva. E por ser extremamente viciada em Daft Punk, acho que consigo identificar um fake ao ouví-lo, pois a tática adotada é bem obvia. Já criei uma teoria para isso:
Um aspirante a Dj oportunista gosta tanto do Daft Punk que ao invés de criar algo próprio ou fazer uma  mix descente “cria” uma música no mesmo estilo do Daft Punk e divulga no soundcloud e no youtube como se fosse dos Dafts. Foi o que aconteceu com os últimos fakes que ouvi: se prestar bastante atenção, você consegue ouvir elementos de várias outras músicas do Daft Punk.
Quem conhece e acompanha os trabalhos dos Dafts sabe que a cada álbum novo eles renovam. Na verdade, NÃO EXISTE UM ESTILO DAFT PUNK! Discovery não tem a pegada old school de sua antecessora, Homework. E Human After All não teve nenhuma pegada disco como teve Discovery (lembro-me de várias críticas a esse respeito na época, pois de fato a produção estava muito diferente). E aí, quando não sabíamos mais o que esperar, surge o Alive 2007, misturando as músicas dos álbuns anteriores para criar novas músicas! E OST de Tron Legacy? Quando vazou uma faixa todos acreditaram ser fake, pois de fato era muuuuito diferente do costumeiro estilo Daft Punk. E fomos surpreendidos novamente!
Nunca devemos esquecer que o Thomas Bangalter e o Guy Manoel são geniais. Vamos tomar cuidado com as notícias, músicas, informações de procedência duvidosa.

Por enquanto, o que temos de concreto é a parceria com o Nile Rodgers e o Giorgio Moroder, o que significa que vem bomba por aí. Os dois tem um pé na disco music e no rock (no caso do Rodgers). E os Dafts andaram aparecendo no show do A$AP Rock… terá hip hop na receita?

Não há data, música nova, nada confirmado. Então vamos continuar esperando, pois a cada dia nos aproximamos mais do tão aguardado 4° álbum!

Para quem teve paciência e interesse em ler tudo até aqui, o meu agradecimento e meus pedidos de desculpa. O blog andou desatualizado, mas estamos de olho em tudo que acontece para tentar mantê-los informados (:

avatar

Redatora do blog e twitter da Daft Punk Brasil e uma das administradoras da fanpage da Daft Punk Brasil.

Uma opinião sobre “Nova track ou novo fake?”

Deixe uma resposta